sexta-feira, 1 de julho de 2016

As cruzes das ordens militares luso-brasileiras

Estava lendo sobre as cruzes das ordens militares espanholas e pensei que devia escrever algo sobre as brasileiras, mais precisamente as do império, que derivam das portuguesas.

Cruzes das Ordens Militares espanholas. Em sentido horário, do topo: Montesa, Alcântara, Santiago e Calatrava.
As espanholas são quatro, as quais figuram acima. As portuguesas são três, as quais foram depois nacionalizadas por Pedro I, e adicionadas de mais três: a do cruzeiro, a da rosa e a de Pedro I. Porém, como nenhuma das três possui uma insígnia em forma de cruz, ficamos com as três abaixo:

A Ordem de Cristo surgiu em 1319, por uma bula papal que autorizava a manutenção das propriedades, posses e membros dos Templários portugueses por Dom Dinis, Rei à época. A cruz seguiu sendo a mesma cruz latina potenciada de hastes páteas dos templários, mas agora carregada de uma outra, latina, de prata.
A Ordem de São Bento de Avis surgiu como Milícia dos Freires de Évora, sendo um ramo da ordem espanhola de Calatrava então instalado nesta cidade. Os milicianos foram reconhecidos em 13 de agosto de 1162 por Dom Afonso Henriques, primeiro soberano português, e em 1211 receberam as terras onde hoje fica a vila portuguesa de Avis, e lá se estabeleceram. Com o tempo, acabaram separando-se dos espanhois e tornaram-se uma ordem portuguesa, e depois brasileira. Sua insígnia é uma cruz latina florenciada de verde.

A Ordem de Santiago da Espada vem da ordem espanhola de mesmo nome, e sua fundação está envolta em muitas hipóteses. A versão lendária conta que o próprio São Tiago apareceu e lutou junto ao Rei Ramiro I das Astúrias, na Batalha de Clavijo, no ano de 844, vestindo um manto branco com uma cruz vermelha.

As ordens espanhola e portuguesa possuem como insígnia o que se chama de cruz latina espatária, em forma de espada, com a base maior em forma de lâmina, os braços florenciados e a parte superior em forma de empunhadura, lembrando também o ícone do naipe de espadas no jogo de baralho. Já no Brasil, parece haver um pequeno erro ou mudança. O site da Pró-Monarquia exibe uma cruz espatária com os três braços superiores como sendo florenciados.




Um comentário:

  1. Parabéns a JOHN RAFAEL, por mais essa iniciativa de esclarecimento cultural heráldico luso brasileiro. Nossos cumprimentos....!!!!!!

    ResponderExcluir